A Zulk, parte 10: O Conceito

A Zulk, parte 10: O Conceito

A Zulk, parte 10: O Conceito

6
0

Eu sou um grande amador de fotografia e nunca vou ser profissional pois, pra mim, amador é aquele que AMA o que faz (independente de ser iniciante ou já experiente); e o profissinal é aquele que executa determinada tarefa e depende do retorno financeiro desta para sobreviver (o que não significa necessariamente que ele seja excelente no que faz). Embora eu viva financeiramente do mundo da fotografia, jamais vou escravizar o ato de fotografar que, pra mim, tem um significado muito especial, pois é uma coisa de certa forma mágica: capturar um momento super feliz e importante na vida das pessoas e guardar pra sempre. Eu fotografo pra mim e não pro meu cliente. Assim, eu sempre quero o melhor, a foto perfeita e faço de tudo pra isso acontecer.

Fotografia x Psicologia

Ao longo do meu desenvolvimento como fotógrafo e como psicólogo eu fui pegando muitos conceitos de uma arte e colocando na outra, fazendo um paralelo e criando/consolidando o depois chamado: Estilo Zulk!

Acho que o primeiro grande conceito da Zulk é Mistura! Na psicologia e na vida, aprendi que não existe uma verdade absoluta, que não se deve ter para sempre a mesma velha opinião formada sobre tudo e que uma regra pode ser quebrada e reeditada para, assim, surgirem coisas novas! Devemos viver mais contrastes, provar os dois lados da moeda, conhecer para tentar entender antes de julgar (acabar com o preconceito). Só assim nos livraremos do medo (todas as criaturas têm medo do desconhecido) e ganharemos cada vez mais força, que deverá ser usada com sensibilidade e com o coração, instintivamente, pois ele (o coração) sempre sabe o que é melhor para nós. Só assim nos tornaremos verdadeiramente livres!

Preconceito é coisa de ignorantes e alienados que não têm a menor paciência para conhecer algo e usam sempre os conceitos arcaicos já estabelecidos pelas massas para julgar e se defender antes mesmo de ser atacado. Coisa de fraco!

Traçando um paralelo: na fotografia eu sempre fui mais inclinado para a fotografia social mas, mesmo assim, estudei praticamente todos os ramos da fotografia, das técnicas de estúdio, strobist, passando por fotografia publicitária, fotografia e luz de cinema, fotojornalismo, fotografia conceitual e artística, retrato, fotografia de natureza, macro e várias outras técnicas. Peguei os elementos de todas elas e misturei criando uma técnica só, que levo comigo para onde for.

Sendo assim, na fotografia social coloco vários elementos da fotografia publicitária, das técnicas de estúdio, da iluminação strobist e de todos os outros ramos. Com isso, crio imagens inconfundíveis e simplesmente Zulk! Quem já viu uma reconhece outra em qualquer lugar.

A fotografia Zulk está carregadíssima de contrates, sejam elem relacionadom ao tema, à captação da luz, ou inserido na própria pós-produção, criando sempre uma expressão de força, o que causa constantemente um impacto visual muito grande que dificilmente passa despercebido.

A  Zulk chama a atenção, tem opiniãoatitude e nunca está em cima do muro. Com muita sensibilidade, o zulkeriano precisa conhecer e entender o tema (o assunto ou pessoa a ser fotografado), estudar um pouco de sua personalidade para poder extrair e capturar traços únicos do indivíduo, que o descrevam por completo. Todas as suas habilidades têm que estar exaustivamente treinadas para serem executadas em nível instintivo, pois o mundo não pára, tudo é muito rápido. E o nosso objetivo é sempre capturar o momento decisivo para depois manipulá-lo, pós-produzi-lo, sem regras, sem preconceitos, baseado em fatos reais, mas criando uma nova realidade, liberando toda a arte interior e gritando ao mundo: SOMOS LIVRES!

Zulk é uma mistura de técnicas e conceitos cheios de contrates, altamente volúvel e impactante. Original em tudo.  Tem como grande objetivo chamar a atenção, ser notado por onde passa. Sem limites, não fica preso a regras clássicas e é livre para fazer o que quiser e como quiser. Vivo, vibrante e auto-suficiente. Independente. Zulk é tudo que há de melhor!

 Contraste, força, impacto visual, originalidade, mistura, liberdade, instinto, sensbilidade, irreverência, atitude e opinião. Sem preconceitos!

(6)

Deixe um Comentario

Jean Paulo Jean Paulo, um autodidata, um eterno apaixonado por tecnologia, tem na base de sua formação a psicologia de onde misturou com a fotografia, e diversas outros conhecimentos técnicos, como designer, empreendedorismo, administração, arte, teorias da aprendizagem, marketing digital e de tudo isso criou a Zulk. Hoje, alem de tudo, dedica a maior parte de sua vida a estudar filosofia, e a treinar outras pessoas pra atingir o sucesso.